Brasil

Ex-governador de MS é chefe de esquema de propina, aponta força-tarefa da Lama Asfáltica

Resumo:

Montante de desvio comprovado é de R$ 235 milhões e André Puccinelli seria o beneficiário e garantidor do esquema, afirma Polícia Federal.

Matéria:

Polícia Federal (PF), após análise documental com a Receita Federal e a Controladoria-Geral da União (CGU), em Campo Grande, apontou o ex-governador André Puccinelli (PMDB) como o chefe de um esquema de propina existente há mais de 10 anos no estado. O montante de desvio comprovado, até o momento, é de R$ 235 milhões, conforme apontou nesta terça-feira (14) o delegado da PF, Cléo Mazzotti.

“Ele [Puccinelli] tinha papel central, sendo o beneficiário e garantidor de todo o esquema. Ficou comprovado que ele mantinha estas operações, com empresas envolvidas na lavagem de dinheiro. A investigação nunca perdeu o foco e agora estamos na 5ª fase, tendo a delação premiada para incrementar todo o trabalho, tanto que parte deste material foi enviado para São Paulo, a ser utilizado em operações existentes lá envolvendo a empresa JBS”, ressaltou ao G1 o delegado Mazzoti.

14-11-2017 | 16:53


 

Fique por Dentro
Informe seu número e receba notícias quentes, e sugestões de rádios da hora.
Rádio destaque
photo

Identidade online

By Tom Shepard

Faça parte da nossa rede de rádios e obtenha as melhores vantagens!

Cadastrar
Top Five
Publicidade